Fora dos planos, Defederico deve ser emprestado a outro time brasileiro


Jogador deve ficar no país para ganhar mais experiência e depois retornar ao Timão em 2012. Advogado diz que camisa alvinegra pesou para o meia


Defederico já deu a entender que dificilmente continuará no Corinthians em 2011. Mas a esperança do jogador em voltar para a Argentina pode não ser concretizada. Ainda apostando no “hermano” como um possível destaque para o futuro, a diretoria do Corinthians estuda emprestá-lo a outro clube que dispute o Campeonato Brasileiro.

Confira o Vai-e-Vem no Corinthians

O meia-atacante tem mais dois anos e meio de contrato com o Timão. O desejo é que ele ganhe experiência atuando no país e, em 2012, retorne para ser mais bem aproveitado. Desde que chegou do Huracán-ARG, o baixinho não conseguiu se firmar quando teve chances e deixou de ser aproveitado em várias rodadas da competição nacional.

- Acho que a intenção é que ele jogue o Brasileiro. Eles (dirigentes corintianos) confiam muito que ele vai render. Seria interessante que continuasse no Brasil. Se ele vai para outro time e volta em janeiro de 2012, acho que terá um aproveitamento muito importante no Corinthians - disse o advogado do atleta, Mario Vaisman, à Rádio Jovem Pan.

Defederico foi contratado no segundo semestre do ano passado a peso de ouro. O Timão pagou cerca de R$ 8 milhões, apostando que ele seria um dos grandes destaques na Libertadores. O jogador, porém, não caiu no gosto de Mano Menezes, sofreu com lesões e perdeu ainda mais espaço com a ótima atuação de Bruno César.

Vaisman entende que a saída repentina de um clube pequeno na Argentina para a chegada a um dos maiores times do Brasil pesou bastante para o desempenho não ser o mesmo. Quando foi contratado, o jogador desembarcou no Parque São Jorge com a fama de ser o “novo Messi”.

- Adaptação, língua nova, estar sozinho no país... acho que tudo influiu. Acredito que ele ainda vá ser uma peça importante. Ele deve ter outra possibilidade em outro clube para tomar um ar novo,
estar mais tranquilo. Estamos negociando e conversando. Ele quer jogar e acho que seria bom com uma camisa que não seja tão pesada como é do Corinthians. É difícil sair de um clube pequeno e vir para o Brasil - completou.

Fonte Lancenet

0 comentários:

Postar um comentário